?

Log in

No account? Create an account

TI: Moodle adm: migração

Esta é uma nota técnica sobre a migração do moodle de um servidor para outro. Segue um resumo de um método simples e eficaz:

Porém, na prática, me deparei com o problema de não carregar as imagens. Tudo isto foi devido a vários fatores:

  1. transferência de arquivos de modo não-binário. Provavelmente ao fazer o backup na minha máquina para depois enviar os arquivos, o Filezilla enviou em modo de texto (ASCII) ao invés de binário por não identificar os tipos de arquivos no diretório moodledata...
  2. permissão adequada para salvar os arquivos. Devo conferir as persmissões e o proprietário das pastas e arquivos da pasta moodledata; e configurar o caminho e permissão adequadamente no config.php (raiz do moodle).

A solução foi apagar todo o diretório moodledata e copiar novamente via sftp, garantindo modo binário de transferência.

Mastigada, cuspida e nojenta

Os "veículos" de comunicação aprenderam a "mastigar" a informação. O editorial da Rede Globo, por exemplo, chegou a apelidar o cidadão comum de "Homer Simpson", um sujeito alheio ao mundo, sem cultura e que não conseguiria nem precisaria entender todo o mundo ao seu redor, mas bastava entender o básico de tudo: quem seriam os "bandidos" e os "mocinhos".

Não demorou muito, para que além do resumo da notícia, toda cortada e em doses homeopáticas, foi preciso explicar para o cidadão. Logo, a figura do comentarista se tornou fundamental. Alguém que emitia opinião e poderia fazer isto livremente, pois seria esperado que ele emitisse opinião. Isto resolveu o problema da burrice do Homer Simpson... Mas tal trabalho "pensante" trouxe poder para o telejornalismo, o mesmo poder compartilhado com a mídia impressa... O que seriam dos brasileiros sem nós, parcela pensante da sociedade? O que seria de nós, a sociedade sem seus "intelectuais" e "formadores de opinião"? Nascia assim um monstro.

Infelizmente, no Brasil, não demorou para que maus políticos ou pessoas mal-intencionadas notassem o poder da mídia, e desejassem usufruir deste poder. Lula notou isto. Em seu segundo mandato foi notória a tentativa dele de dominar sobre a mídia, o "quarto poder". Porém, o sistema, mesmo corrompido, notou a intenção sórdida e reagiu.

Read more...Collapse )

Bocas e dedos

"O que é a verdade?", perguntava Pilatos na frente de Jesus, antes de condená-lo injustamente. E esta é uma pergunta que palpita em cada cabeça, principalmente após um dilúvio de "fake news" nas eleições de 2018. Parece que a lama da mentira custa a sair e se misturou definitivamente com a água boa, potável... Nesta enchente, fica difícil entender o que é verdadeiro e o que é mentira. O ser humano busca a verdade, mas por falta de discernimento apenas "escolhe" uma verdade.

Somos seres com a capacidade para reconhecer "padrões", e desta forma é inevitável classificar pessoas e fatos. Buscamos através de afinidades de pensamento, eleger nossos representantes e filtrar tudo o que aceitamos como "verdade". Somos rápidos no gatilho, ligeiros em falar, mas lentos em nos desculpar, em desmentir um boato. Somos seres humanos.

Nosso maior pecado não é escolher um lado, uma verdade, mas é declarar cegamente sobre esta verdade como a única, com o coração queimando para que nossa própria vontade seja feita acima de tudo e de todos, ainda que recorramos à calúnia e difamação alheia. Quem pode colocar a mão no fogo pelo seu candidato? Não estamos falando de Jesus, mas de seres humanos falhos e pecadores.

Read more...Collapse )

A vida após a morte (aqui e acolá)

O fim destas eleições deixou sequelas em muitas pessoas. Há quem se manifestou em “luto” ou chorou. Porém, para alguns foi sinal de morte, para outros foi apenas a democracia e um sinal de vida. Mas é muito importante lembrar que as diferenças de opinião não são exclusivas do Brasil e que há sempre uma maneira mais saudável de se lidar com situações de conflito.


Guiné-Bissau, um simpático país africano tem um clima tropical semelhante ao nosso Brasil. Lá a política também ferve e o clima pode ficar bem quente. Um guineense me contou isto e acrescentou que a disputa eleitoral é ainda mais acirrada porque há diferentes etnias como Fulas, Felupes, Balantas, Soninkês, Papels etc. Há muitas representações e a nação inteira fica dividida. Lá o voto não é obrigatório, mas isto não impede que mesmo os evangélicos, sendo poucos, ainda se dividam dentro das igrejas. A disputa é tamanha que “após as eleições, o pastor da igreja ainda precisa pregar sobre reconciliação por uns três meses” para que cada irmão volte a tratar o outro fraternalmente!

Read more...Collapse )

NOTA: Sou péssimo para escrever tutoriais. Este post não pretende ser um tutorial, mas apenas uma nota para eu me lembrar se novamente precisar corrigir o mesmo erro futuramente. Ficarei feliz se as anotações daqui ajudarem alguém além de mim. [:-)]

Algumas semanas atrás precisei carregar um backup diretamente no WP (WordPress), era um conteúdo de exemplo de um tema, porém, a memória RAM reservada por padrão para o WP, no servidor (hospedagem), não atendia à demanda, e o processo travava. Para corrigir o problema segui diversos links na internet, mas quero registrar aqui a solução final (aumentando o valor de memória reservada máxima para 128Mb). Observe o valor "128M" repetidos várias vezes abaixo):

1) Editei o arquivo functions.php:

/* PHP settings to increase filesize upload */

ini_set( 'upload_max_size' , '128M' );

ini_set( 'post_max_size', '128M');

ini_set( 'max_execution_time', '700');

2) Editei o arquivo php.ini:

upload_max_filesize = 128M

post_max_size = 128M

max_execution_time = 700

3) Editei o arquivo .htaccess:

php_value upload_max_filesize 128M

php_value post_max_size 128M

php_value max_execution_time 700

php_value max_input_time 500

4) Editei o arquivo wp-config.php:

define( 'WP_MEMORY_LIMIT', '128M' );


Lembro ainda de precisar aumentar o tempo de execução do servidor para o processo não ser interrompido no meio... logo, inseri o código abaixo também. Mas nem lembro em qual arquivo foi (provavelmente foi o .htaccess) [:-D]:

<IfModule mod_php5.c>

php_value max_execution_time 700

</IfModule>

php_flag max_input_time -1 


"Boas festas!"

Hoje, uma cena do filme "A Queda" (2004) me impressionou muito. Trata-se de uma festa liderada por Eva Braun, noiva de Hitler, enquanto a cidade era bombardeada e conquistada pelas tropas dos "Aliados". A secretária pessoal de Hitler vê tudo aquilo e por um momento, ela entende quão surreal era aquela cena. Assista, abaixo (a partir de 25:04):

Esta cena me impressionou muito, pois demonstra claramente o quanto nós podemos viver um ilusão sem enxergar a realidade, principalmente o momento que vivemos hoje... Jesus nos alertou muitas vezes, e seus avisos estão registrados nos quatro evangelhos bíblicos. Ele:

  1. ... comparou as pessoas à "meninos" que não prestam atenção ao que se é pregado nas praças (publicamente), mas menosprezam e desqualificam aqueles que os advertem — cf. Lc 7:31-35.
  2. ... alertou sobre o cuidado que precisamos ter em não nos deixar ser absorvidos pelas preocupações próprias deste mundo, pois ainda que venhamos a ouvir a Palavra de Deus diariamente, ela pode não estar "frutificando" em nossas vidas — cf. Mt 13:22.
  3. ... disse que o Seu retorno seria justamente quando as pessoas estariam ocupadas com diversas ocupações (até mesmo em casamentos e festas), e serão, assim, surpreendidas - cf. Mt 24:35-39; 42-51; 1Ts 5:3.
Read more...Collapse )

Minha resistência no deserto

Este texto é uma resposta ao texto de opinião *pessoal* da jornalista Eliane Brum quando aborda o tema da manipulação da arte e da política, que pode ser lido neste link [0]. Quanto à ideias políticas que Eliane expõe sobre o oportunismo de alguns políticos que desejam se projetar numa disputa eleitoral para 2018, não há o que contestar, porém, o grande motivo de resposta ao seu texto é o fato dela chamar a pedofilia de "um monstro que não existe".

Infelizmente até mesmo jornalistas parecem desconhecer a realidade cruel de milhares de crianças ou simplesmente ignoram as violações do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) que têm sido feitas em nome da "arte" e da "liberdade de expressão"[1]. A infeliz verdade é que nunca, no Brasil, as crianças estiveram tão vulneráveis e precisam tanto de apoio psicológico quanto agora por conta do problema real chamado "pedofilia" que tem início com a "erotização infantil".

Eu, particularmente, já fui uma destas vítimas, e já conheci outras vítimas que lutam ainda hoje para deixar para trás todo o mal que ocorreu em sua infância. A pedofilia, no Brasil, é real... Se a Eliane nunca passou por nenhum abuso sexual na infância precisa ser grata por nunca ter sido parte das estatísticas[2][3]. Só em 2014, foram registrados 26.000 casos de abuso sexual contra crianças e adolescentes [3]. No ano passado, foram registrados 15.707 casos. São milhares de vidas interrompidas que representam muitos outros casos que continuam em silêncio por medo ou vergonha. Como em meu caso, pois é a primeira vez que falo abertamente sobre isso, na internet.

Eliane tem toda a liberdade para se expressar, porém, como jornalista, ela não deveria ser leviana e comparar a apreciação de uma estátua ao toque em uma pessoa real nua é querer comparar coisas muito diferentes. Não dá. Creio que o ser humano é mais inteligente do que isto, pois as pessoas sabem a diferença e a maioria tem agido de maneira apropriada e consciente. Por isso, a hashtag #SomosTodosDonaRegina explodiu na internet, porque ainda há neste país, pessoas simples, que não estão nos holofotes, mas que tem o mínimo de discernimento sobre certo e errado. É natural que a criança tenha contato com o nú, com o outro, mas são os psicopedagogos que afirmam: só é saudável a descoberta com pessoas da mesma idade. Há traumas, sim, com pessoas de diferentes idades e motivações.

Em outro ponto concordamos, o cidadão brasileiro médio é aquele que não pesquisa, nem se informa antes de votar, porém, ele não é acéfalo. O brasileiro ainda tem a família como um valor que precisa ser cuidado e protegido. O brasileiro tem direito de decidir como pode ser a educação do seus filhos. Nem tudo está perdido, mas também nem tudo está ganho. Ainda há um longo caminho pela frente, na estrada da democracia.

Incentivar o pensamento crítico é mais urgente do que "forjar" opiniões desde a classe escolar. Fala-se tanto na importância da educação e do pensamento crítico, mas, na prática, são formadas crianças com o mesmo pensamento ditado por seu material didático. Precisa-se refletir e superar alguns paradigmas como o de que todo artista é inteligente, é um ser superior e não comete falhas... Se um artista não é compreendido, nem sempre a culpa é do público. Não é assim. A arte deve nos tornar críticos e por esta razão, ela mesma deve ser aberta às críticas. Afinal, cabe a pergunta: o que é arte? O que é cultura? E o que é lixo? Cabe a leitura do crítico nova-iorquino James Gardner que com ousadia avalia a arte contemporânea.

A restrição por faixa etária (classificação indicativa) num museu de arte não é uma afronta à arte, nem à cultura, mas é o simples seguimento da Lei. O cinema não censura quando impede menores de 18 anos assistirem material ofensivo para a idade, mas segue o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA)[6]. No caso da performance "La Bête" (A Besta), ocorreu exibicionismo (órgãos genitais foram mostrados) diante de criança ou adolescente, e isto pode até mesmo ser caracterizado como abuso sexual ("sem" contato físico)[5]. Novamente, é preciso repetir o óbvio: nada tenho contra a nudez, porém é crime expôr crianças e adolescentes da maneira que foram expostos.

Infelizmente, em nome da arte, tem-se produzido peças pornográficas e não apenas mera nudez. Basta ver os quadros de Pedro Moraleida ou o vídeo de Maurício Ianes para se entender o mal gosto[7]. Esta "arte" chegou ao limite da ofensa, da zombaria, deixando de lado o diálogo e partindo para os gritos, desrespeitosa e exigindo ser vista, escutada, desejada e tocada. Aqueles que criticam este tipo de arte são chamados de "odiadores" e não mais "manifestantes", afinal a arte é o novo deus, o novo ídolo[8], ela deixou de representar o divino para ela mesma assumir este papel intocável e inerrante. De fato, concordo com Eliane Brum quando afirma "não há nada mais perigoso para a manutenção dos privilégios e do controle de poucos sobre muitos do que a arte". Por isso, a arte tem sido instrumento maligno para deturpar valores e verdades, simples, naturais, puros e Divinos. É preciso resistir! É preciso pedir por bom senso, como aquele que clama em meio ao deserto.


Referências:
[0] https://brasil.elpais.com/brasil/2017/10/30/opinion/1509369732_431246.html?id_externo_rsoc=FB_CC
[1] https://robertofdemacedo.jusbrasil.com.br/noticias/499437684/erotizacao-de-criancas-era-objetivo-da-queermuseu-dizem-procuradores-gauchos
[2] https://noticias.r7.com/cidades/governo-federal-recebe-cerca-de-70-denuncias-de-abuso-contra-criancas-por-dia
[3] http://www.impresso.diariodepernambuco.com.br/app/noticia/cadernos/brasil/2017/04/22/interna_brasil,167132/o-triste-retrato-da-pedofilia-no-pais.shtml
[4] http://www.childhood.org.br/numeros-da-causa
[5] Formas de violência sexual, Guia Escolar - http://portaldoprofessor.mec.gov.br/storage/materiais/0000016936.pdf
[6] http://www.gazetadopovo.com.br/justica/homem-nu-manipulado-por-crianca-expoe-conflito-entre-autoclassificacao-e-responsabilidade-dos-pais-ewz25frc49k79v8g2b2d4cagv
[7] http://www.gazetadopovo.com.br/justica/homem-nu-manipulado-por-crianca-expoe-conflito-entre-autoclassificacao-e-responsabilidade-dos-pais-ewz25frc49k79v8g2b2d4cagv
[8] GARDNER, James. Cultura ou lixo? Uma visão provocativa da arte contemporânea. Ed. Civilização Brasileira.

Hoje tive a infelicidade de deixar meu celular na mão de uma criança para poucos minutos depois descobrir que ela fez compras dentro do joguinho Little Big City que serão debitadas na minha próxima fatura. O suporte da Gameloft disse que não podiam fazer mais nada, porém eu sei que posso contestar isto com a Claro (minha operadora) e impedir que o dinheiro seja repassado para a empresa. Você deveria pensar que eu deveria assumir qualquer prejuízo, pois eu deveria saber que o jogo tinha compras internas. Você está certo, em parte, pois eu não tinha como saber, pois o celular estava offline (com dados e wi-fi desligados) e além do mais, eu nunca tinha instalado este game no meu celular, ele já veio instalado anteriomente. Aí é que mora o perigo: há jogos que já vem instalados em nosso celular, mas o usuário em momento algum recebe aquela notificação padrão do Android informando que aquele aplicativo tem compras internas. Se eu soubesse, aí seria outra história... Fique alerta!
O joguinho já foi desinstalado para nunca mais retornar aos meus celulares. Obrigado.


Today I had the misfortune to leave my cell phone in a child's hand for a few minutes after discovering that he made purchases inside the Little Big City game that will be debited on my next invoice. Gameloft's support said they couldn't do anything else, but I know I can dispute this with Claro (my carrier) and prevent the money being passed on to the company. You should think that I should take any damage because I knew that the game had internal purchases. You are right, partly because I had no way of knowing, because the phone was offline (with data and wi-fi turned off) and besides, I had never installed this game on my phone, it already came installed beforehand. That's where the danger lives: there are games that are already installed on our phone, but the user does not get that standard notification from Android that says that app has internal purchases. If I knew it, it wouldn't be happen... Be aware.
This little game has already been uninstalled to never return to my smartphones. Thank you.

Netiqueta para tod@s djá!

A etiqueta já foi usada para separar classes sociais, o que levou as novas gerações a abolirem todo tipo de regra. Porém, podemos aceitar usar ou não, mas a etiqueta ainda existe, ao invés de separar as pessoas, ela pode uni-las pelo bem comum, ajudando nas relações sociais e numa comunicação efetiva. Quando se fala em etiqueta em redes sociais, estamos falando da ”Netiqueta”. Abaixo, seguem algumas dicas (hoje em dia, muito necessárias):

Netiqueta para o uso de e-mail:
http://pt.wix.com/blog/2013/09/como-usar-seu-email-de-maneira-profissional/
Netiqueta para o uso de whatsapp:
https://estilo.uol.com.br/comportamento/listas/aprenda-a-driblar-10-situacoes-irritantes-que-so-acontecem-no-whatsapp.htm
http://exame.abril.com.br/carreira/8-dicas-para-usar-o-whatsapp-no-ambiente-de-trabalho/
Netiqueta para o uso do facebook:
http://hypescience.com/nao-desrespeite-as-10-regras-de-ouro-do-facebook/

E por fim, a grande regra de ouro:
“Não faça ao outro aquilo que não gostaria que fosse feito a você”.

Latest Month

June 2019
S M T W T F S
      1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30      

Syndicate

RSS Atom
Powered by LiveJournal.com
Designed by Tiffany Chow